• Alessandra Pirotelli

Qual é a sua?



Hoje é dia de falar de um tema que gera dúvidas entre 9 de 10 novos produtores de eventos.


Nós já falamos da importância do planejamento antes de uma produção e de como ele pode ser formatado através de um passo a passo simples e sem complicações. Mas não existe planejamento sem uma noção do que, de fato, será o evento.


Mas como assim?


Antes de começar a definir cada ação e o método de execução de cada uma delas, é preciso definir o tipo de evento que será realizado, ou seja, em que área ou segmento do diversificado universo dos eventos o seu se encaixará.


Essa definição não se dá apenas por convenção, mas principalmente para que o produtor saiba que tipo de especificidades ele deve estar atento durante o seu planejamento. Cada evento tem ações e detalhes muito claros e particulares. Ao observar uma produção como um todo, são pontos-chave que fazem toda a diferença.


O setor de eventos é um dos que mais cresce no Brasil. A criatividade do produtor é um fator diferencial, inclusive no momento de melhorar, acrescentar ou enriquecer um tipo específico de evento. É a oportunidade de renovar, surpreender e entregar uma experiência diferente para o público-alvo.


Então, como definir o tipo de evento para a sua ideia?


Eu posso adiantar que os tipos de evento são muitos! Você certamente já foi a alguns deles e sabe do que eu estou falando. Uma palestra com um tema de empreendedorismo, por exemplo, não tem nada a ver com uma festa de 15 anos. Ou um festival de dança é totalmente o oposto de uma corrida para atletas.


Aos poucos, vamos falando mais sobre diferentes tipos de eventos. Mas agora podemos, de forma geral, explicar um pouco mais sobre alguns deles.


1. Eventos sociais: as pessoas, em geral, estão mais acostumadas com eles, já que fazem parte de suas vidas em algum nível ou ocasião. Casamentos, aniversários, reuniões entre amigos... todos são exemplos de eventos sociais. São ocasiões onde as pessoas se reúnem para celebrar anos de vida, uma união matrimonial, ou simplesmente para estar perto de quem gostam.


2. Eventos culturais: festival de música, exposição ou espetáculo. Estes são apenas alguns exemplos de produções onde o ponto-chave é promover cultura. São eventos voltados para o entretenimento do público/convidados naquele momento específico.


3. Eventos esportivos: como o próprio nome já diz, são eventos onde a ideia principal é promover o esporte e temas relacionados. Pode ser uma competição de ciclismo, por exemplo, mas também acompanhada por ações de saúde e bem estar.


4. Eventos corporativos: são eventos voltados para o ambiente empresarial. Feiras de negócios e conferências são alguns exemplos desse tipo de evento onde as pessoas buscam conhecimento e networking.


5. Eventos educativos: um tipo de evento em que o conhecimento vem em primeiro lugar. Pode ser um ciclo de palestras, workshops com a proposta de ensinar e agregar valor ao público interessado.


Como você já sabe, existem de fato MUITOS tipos diferentes de evento. Os exemplos acima foram apenas para nortear o seu entendimento em relação a variedade que a área de eventos pode oferecer para quem quer produzir.


Um bom entendimento da sua área específica pode oferecer oportunidades grandiosas de produzir com qualidade e conquistar o público ideal, cada vez mais interessado.


#alessandrapirotelli #formuladeeventos #sistemaproduzeventos #produzirtransforma #camarotebrasil #euamoproduzireventos #eventos #empreender #empreendedorismo #pequenoempreendedor #liberdadefinanceira #ganhardinheiro #rendaextra #ficaadica #negocioproprio #oimportanteeestaremconstantemovimento #euproduzo #amoeventos #amoempreender #querofazeraminhafesta #amofazerfesta #amofesta #querofazerumafesta

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo